All posts in Balada

SónarKids III

SónarKids III

A proposta é fantástica:

o SonarKids está pensado para que pais e filhos desfrutem da música, da arte e das novas tecnologias de maneira original e inovadora.

Continuar lendo…

Sónar Kids – O retorno

Quando contei para alguns amigos que no fim de semana levaríamos o João para a 2ª edição do Sónar Kids, todos fizeram o mesmo comentário. “Ah, esse ano ele vai curtir ainda mais.”

Eu, mãe de um garotinho de 2 anos já a 6 meses, não criei grandes expectativas, porque sei que nessa idade, até mesmo o programa mais divertido não significa diversão garantida.

A proposta do Sónar é diversão, tanto para os pais quanto para os pequenos. Oferece para os “grandes” bons DJ, e a oportunidade de passar o dia com musica “de adulto” mas acompanhados dos pequenos e exclusivamente para eles, opções variadas de workshops relacionadas a arte, musica, esportes…

O mais legal do sónar, pro João, foi sem duvida a aula de skate, e o mais chato do Sonár foi que o programa mais legal, não durou nem 10 minutos, e como se explica pra um garotinho de 2 anos que pra ele brincar mais, teria que pegar aquela fila imensa e talvez demorar uma hora ou mais, para repetir uns míseros 8 minutos?

É um festival bem bacana, o João se divertiu e a gente… também, já que deu pra tomar algumas cervejinhas e até pra dançar um pouco, num esquema relativamente tranquilo…

Mas dessa vez, senti falta de ter combinado com outros amigos pais, de ter juntado uma turma e assim, (talvez), naquela hora do chillout, o filhote tivesse se entretido brincando com os amiguinhos enquanto nos dava um descanso e nos permitia pedir um mojito e relaxar na grama ao som do DJ bacanérrimo que estava rolando por lá.

Mas… na vida real, bem na hora em que ansiávamos um descanso, o João se entediou e inventou a brincadeira mais chata da história, que consistia em não querer estar com a gente, sair, virar a esquerda, depois a direita, dar meia volta, marcha ré, pegar a contra mão para depois de alguns minutos, lá no meio da muvuca fazer cara de perdido e chamar… mamãe? Maaaamiiiii, Mamãe! E ai da mamãe se não aparecesse em poucos segundos.
Então na sequencia fazia cara de surpresa ao me ver, dava meia volta e começava tuuuuudo de novo.

No final o resultado é cansativo mas positivo, mesmo sabendo que chegar em casa exaustos, com vontade de ligar a televisão e desconectar vendo um jogo qualquer da copa seja missão impossível já que o pequeno ainda elétrico, ligado na pilha duracell tem pique pra mais umas quantas horas de bagunça.

Som culés!*

*O antigo estádio do Futebol Club Barcelona, na calle Industria não tinha grades no exterior e sempre estava cheio de torcedores que se sentavam nos muros. Quem passasse pela rua e olhasse pra cima, tinha a bela visão de um monte de bundas, por isso desde essa época (mais ou menos em 1920) os torcedores do Barça foram carinhosamente apelidados de culés (se pronuncia: culês). Bunda em catalão = cul. (super cool, eh?) E a tradução literal de culers seria algo como bundões.

E o João, o papai e a mamãe como bons culés, fomos comemorar ontem (a mais que merecida) vitória do Barça na Liga Española, em plena Plaça Catalunya.
Claro que não deu pra ficar muito, e nem pra se meter lá no meio da muvuca, mas quando o jogo acabou não resistimos, pegamos as bicicletas e fomos dar um passeio lá no centro, pro João começar a familiarizar-se com a bagunça.

E ele, com o espirito culé do alto dos seus 2 anos e meio, se deixou contagiar com a energia do lugar, e gritava junto com a multidão: Barça, tantantan, Barça!!!

VISCA EL BARÇA!! VISCA EL BARÇA!!

http://www.youtube.com/get_player

Festa das estrelas

Hoje é feriado em Barcelona, é o dia de La Mercè, a padroeira da cidade, e desde ontem até domingo a cidade está em festa e a programação é infinita. Tem um pouco de tudo, para todas os gostos e idades desde e atividades mais tradicionais como os castellers (castelos humanos), correfoc, os gegants e a sardana (baile típico), até shows, workshops, procissões, mostra de vinhos e cava, fogos de artifício, etc etc etc…

Na programação da festa incluía o Festival Ásia, no Parc de la Ciutadella, um dia inteiro de atividades para conhecer um pouco mais as comunidades asiáticas.

(ops… isso tá parecendo mais propaganda de Barcelona que post do Astronauta).
Ok! vamos ao que interessa…

O parque estava cheio de crianças, não deu pra participar nem da metade da metade das atividades, até porque a gente só encontrou a programação do parque minutos antes de ir embora… mas foi uma gostosura, principalmente a parte da gastronomia, hummmmm.

Uma das atividades, era uma pequena representação da tradição japonesa
Tanabata (festa das estrelas). Que consistia em um espaço com grandes ramos de bambu, e segundo a tradição você escreve um desejo em uma tira de papel colorida e pendura nesses bambus. As tiras de papel simbolizam as estrelas e os desejos pedidos na festa da Tanabata, prontamente serão realizados.

Não resisti e tirei algumas fotos dos desejos da molecada.


E era mais ou menos assim: “Ir em bicicleta sem rodinhas pra todos os lados”, “ser cantora como queria o meu avô”, “ter um campo de trevos”, “desejo ter uma bicicleta uma barbie e um wii”, “quero que a natureza nao se acabe nunca”, “não me perder”, “quero ser princesa e bailarina”, “ser a namorada do Alex”, “quero que minha avó viva muitos anos”, “quero ir a escola de elefante”, “quero ter uma carreira de jogador do Barça e ser rico”, “eu queria poder voar”.

 

Claro que o João também participou da brincadeira e pendurou o seu desejo…

Ele não quis contar o que pediu, mas eu tenho uma leve impressão que deve ter alguma coisa a ver com aprender a comer com palitinhos.

A balada do João

Pra quem não conhece, o Sónar é o melhor festival europeu de musica avançada e arte multimídia. Um evento de grandes proporções, com um publico (edição passada 80 mil visitantes) e artistas de todas as partes do mundo. Musica, workshops, shows, exposições, conferencias… e esse ano uma novidade:

o SONAR KIDS.

Um festivalzinho pensado para a criançada, com o objetivo de estimular a criatividade dos pequenos através de atividades relacionadas com arte e musica, (através de um prisma pouco convencional).
A verdade é que duvidamos um pouco se o João ia aproveitar o evento, já que a maioria das atividades eram para os peques de 3 a 7 anos, mas a gente com saudade de curtir uma “balada”, não podíamos perder essa chance e claro. Fomos!

De cara, uma fila enoooooorme para entrar, e uma sensação estranha, como se as peças não se encaixassem muito bem: Sónar + carrinhos de bebê + sol quente + muuuuita gente + o João super excitado querendo ir sozinho descobrir os caminhos + os papais querendo acompanhar a programação, tomar uma cervejinha e cumprimentar os amigos.
Foi no meio desse stress inicial que caiu a ficha, a balada é do João é ele que tem que se divertir, então relaxamos, o colocamos no chão e enquanto ele corria de um lado pra outro, jogava charme, esbanjava simpatia e dançava, a gente ficava na retaguarda a meio metro, desfrutando de vê-lo desfrutar.

Teve DJs, grupo de marionetas “hiphoperas” (Puppetmastaz), espaço para pintar, máquinas de desenho, workshop de construção com mais de 30.000 peças de Lego, impróprio para menores de 5 anos, mas o João conseguiu invadir passando por entre as pernas do monitor, pena que foi resgatado pelo “segurança” e entregue aos pais antes de começar a construir sua obra mestra (lástima!), teve almoço com “croquetas”, salada de macarrão e batata frita, sentados na grama sintética, debaixo da sombra de uma arvore, enquanto rolava showzinho de hip hop no palco principal, teve encontrar com conhecidos que nem sabíamos que já estavam no “club de pais”, teve espetáculo experimental com dispositivos, sonoros, visuais e interativos, daquele estilo assim… bem experimental.

Teve gente de todas as idades, nacionalidades, raças, crenças e cores. Carrinhos de bebês, slings, fulares e cangurus. Pequenos espalhados por todos os lados, dançando, correndo, comendo, dormindo, chorando ou pintando. Recém nascidos com mamadeiras e crescidinhos com a “teta”, mauricinhos e malucos beleza num verdadeiro festival multicultural.

Tudo ao mesmo tempo agora, até que no auge da
excitação e no meio de toda essa confusão ele dormiu.
O sono do justos.
A soneca da tarde de 3 horas e meia nao deixou duvida de que ele aproveitou o dia.
Quando acordou, já em casa, não entendeu o silencio, se levantou e fez o gesto de “cadê?” com as mãozinhas…

- Acabou filho… Mas não se preocupe o verão de Barcelona só está começando.

http://www.youtube.com/get_player

Não se fala de outra coisa…

OFF:::

Depois de dois anos sem ganhar nenhum título, o Futebol Club Barcelona (o Barça) esse ano ganhou três.

Cooooooopa, Lliga i Champions!

E como vocês podem imaginar, num país (Catalunya) que adora o futbol, quase tanto como os brasileiros, a euforia é imensa e a alegria da conquista contagia a todos.

Hoje é dia de festa!

E eu que adoro futbol e sou super torcedora do Barça, não posso deixar passar em branco essa data histórica pro futebol catalão.

VISCA EL BARÇA!!!!

VISCA EL BARÇA!!!!

Atendendo a pedidos do SP:
Fotos para a posteridade…


Na balada

Dia desses fomos de casamento de fim de semana. Num lugar super bonito, um hotelzinho na beira da praia super aconchegante.
O casamento era de um integrante da ex-banda do papai “los cheveres”.

Era a 1ª vez que o João ia pra uma festa e se comportou muito bem… Todo elegante com camisa social e tudo mais.

Mas a mamãe esta ficando velha… quando terminou o jantar, subiu pro quarto pra colocar o João pra dormir e acabou dormindo junto (ou foi antes?¿?¿?)… nem consegui esperar pra ver o papai tocar…

Ah… essa vida de mãe é dura.