bici

dos quereres…

Quando você tinha 3 anos, como toda criança dessa idade, você queria muitas coisas… algumas momentaneamente e outras quase obsessivamente.

Das coisas que você queria, você quase sempre pedia assim:

– Mamãe, um dia comprarem

Depois de explicar que o dinheiro não nasce na arvore e essas coisas malucas que falam os adultos, você finalmente mudou o pedido para:

– Mamãe, um dia, quando você tiver mais dinheiro, comprarem…

Esse ano, entre os pedidos mais repetitivos e curiosos, você pediu (insistentemente) uma tuba, não sabemos exatamente porque, um dia você chegou com essa ideia fixa e não há quem te convença que exista um instrumento musical mais legal.

Também passou alguns meses falando que queria uma fazer uma festa de halloween, esse querer durou alguns meses, e sempre vinha seguido da listinha de pessoas que viriam à sua festa, desde os coleguinhas da escola, aos primos e também todos aqueles amigos daquele vídeo que fala: one, two … four.

Mas, sobre todas as coisas quando você tinha 3 anos, o que você mais queria era:

Ser grande!

E você expressava isso frequentemente, de diversas maneiras e intensidade…

Como naquele dia, quando voltávamos da escola, falando sobre a festinha de aniversário de dois dos seus coleguinhas,  você me deixou andando sozinha e ficou parado atrás com a cabeça baixa apoiada no guidão da sua bicicleta sem pedais, chorando…

Quando cheguei perto pude notar as lagrimas grossas e entre lagrimas e soluços, você me explicava que já não queria “nunca mais” ser o “petit” que todos os seus amigos da escola já tinham 4 anos… Que você queria ser grande como o papai porque você queria, (pausa para soluços) você queria muito…  ter uma bicicleta de pedais.

Enquanto te abraçava, te consolava e tentava lembrar quando foi exatamente que você cresceu ao ponto de expressar assim seus sentimentos, contrário a esse desejo de todas as mães de querer solucionar os desejos dos filhos, eu desejei secretamente que o tempo não passasse tão rápido.

 

*Foto: João, 3 anos – andando com bicicleta “de pedais” pela 1ª vez – Nov/11

23 Comments

  1. … eles querem tudo e a gente só quer que fiquem perto da gente pra sempre!!!!!

    lindo post…

    bjs

  2. Sol

    Ai….

    Mas já andando nessa bicicletona???? Como pode minha gente?

  3. oh, que lindo!
    como eu desejo que o tempo não passe tão rápido…

    beijoca

  4. Como te entendo….
    e um “querer” nosso é justamente que o tempo não passe ou que passe tão lentamente, a ponto de podermos vivenciar cada fase com a intensidade que merece.

    Lindo post.
    beijo

  5. Alessandra

    Q lindo, é pra incentivar aqueles que não querem ou não praticam a andar de bicicleta! Parabéns João! Saudades muitas, familia! Beijo

  6. Que lindo post Flávia!
    Beijo

  7. Arrancou lágrimas por aqui, Flavia.
    Lindo lindo lindo!
    Bjos

  8. Que lindo Fla… e que moço o João já andando de bicicleta!
    E sabe, eu tb queria que o tempo não passasse tão rápido… Se vc descobrir como fazer para segurá-lo, me avisa!
    bjao

  9. Que lindo!! E, à despeito dos eu desejo, ele está crescendo, sim, se expressando cada vez melhor e andando na bici com pedais (e sem rodinhas, eee!).
    Adoro acompanhar o crescimento do Astronauta, quero muito levar as meninas para participar da festa de Halloween dele, para participar de qualquer coisa que ele invente…
    Beijos

  10. óóóóó….
    amei a foto.
    o texto tbm, mas tem foto mais delícia que a do momento alí, capturado com toda a sua essência?
    lindo.
    e vem cá, flá… como passa rápido… chega até doer a saudade antecipada…
    bjo

  11. Ah Flávia, que lindo………….
    Amei….

    Quero que a Laura seja petit pra sempre, apesar de saber que um dia ela não vai mais querer ser minha bebê…

    Adorei as fotos e amei o texto.

    Beijo,
    Dani

  12. Jussara

    LIndo e poético texto. Um dos mais bonitos aqui do blog.
    E viva o João e sua primeira volta na bicicleta com pedais!!

  13. La Iaia

    Ets una narradora inmillorable, no te’n cansis mai.
    Quedo admirada del progrès, quan ha sigut? del diumenge?.
    Es cert que el temps passa massa depresa, (diga’m-ho a mi)

  14. lindo esse post, reflexio e tocante… bjs

  15. Nossa, que post lindo! Que fotos lindas também! Esses momentos são tão simples e tão marcantes, não é mesmo? Torna-se um marco na vidinha deles, é tão bonito de se ver. Lindo João, linda família!

    Por aqui tento administrar os quereres, que deixaram de ser do âmbito dos DVDs para qualquer coisa “comprável” que ele vê passar em sua frente. hehehe

    Um grande beijo. Saudades

  16. ai que lindo esse pequeno. andando de bici com pedais. parece que foi ontem que ganhou a primeira bici. que moço. e que tempo, que não para. dá até um aperto.

    fui lá assistir novamente o vídeo de 3 anos e chorei, pode?

    besos!

  17. Nossa Flávia, adorei o texto! E adorei este querer dele tao desesperado. Ainda mais porque acabei de passar pelo inverso com minha filha: sentamos para fazer a sua cartinha pro papai noel e chegamos à conclusao que ela nao tem nenhum desejo. Até escrevi sobre isso hoje, pois estou me sentindo muito culpada, com medo de estar exagerando a dose na hora dos presentes…
    Será que sim?

    Beijos,
    Karen

  18. Flávia, que texto lindo, emocionante.
    João tem uma sorte danada em ter uma mãe tão legal!
    E você de tê-lo como filho, né?
    Beijos!

  19. E como passa rápido, ele já tá assim, andando de bicicleta grande? Tá lindo demais.
    Qdo penso nessa pressa dá um aperto no coração… Minha bebê já tem quase 2 anos!!!
    Beijos

  20. Flávia, que lindo o post, essa bike tá sem rodinhas????? O DAvid tá super nessa fase do querer e algumas coisas obsessivamente, me identifiquei super! E também tento explicar o case do dinheiro não nascer em árvore… Esta semana fui na escola dele pra conversar com a coordenadora porque o melhor amigo dele do prédio (que também é da escola) vai se mudar para Recife, e acho que eles vão sofrer bastante a separação pois fazem tudo juntos. Eu fui pedir encarecidamente pra coordenadora deixar o melhor amigo da classe dele continuar na classe dele ano que vem, pois ele já vai perder o grande best friend… e aí ela me disse que a gente tem que aceitar que ele está crescendo e poderá lidar com as coisas da vida… e aí me senti super hiper protetora, mas antes de conversar com ela me parecia tão óbvio! rs Enfim, eles crescem sem que a gente perceba onde foi que aconteceu tanta mudança! um beijo bem grande, tava com saudades! Fê

  21. Lindo, Fla… Por aqui Nic anda vivendo um misto de sentimentos (que ele ainda não consegue expressar tão bem, mas a gente capta) de querer ser grande pra algumas coisas e continuar sendo neném pra outras. Acho que o bebê que está a caminho tem exercido alguma influência pro segundo e provavelmente vai continuar por algum tempo. De qualquer forma, não dá pra fugir desse momento de virada, né? Achei lindo o João se expressando assim e claro… já tão rapazinho que até anda de bicicleta sem rodinha… Parabéns pra ele e pra vocês que têm dado espaço pra se desenvolver tão bem!

    Beijos!

    Lu

  22. super.p

    amo voces….
    s.p

  23. own…posso chorar ;( ??? que coisa mais linda…viajei aqui, com tanta poesia que esse texto traz…

    bjinhos no astronauta que está crescendo muuuuuuito!

Leave a Comment