O blog

Passei boa parte desse fim de semana, sozinha em casa, marido viajando e o filhote foi dormir na casa da iaia (a vovó catalana), deu tempo de dar uma organizada geral na casa, de estudar, de acabar um livro a décadas começado, de ver tv e de pensar no blog.

Faz tempo ando num dilema entre participar mais ativamente da blogosfera ou desencanar de vez e dar um tempo… Como eu sei que nenhuma dessas duas opções me fariam feliz, vou levando como dá, postando quando algo me inspira, lendo/comentando quando tenho tempo (e vontade) tentando abstrair quando vejo o mesmo comentário: “…Que lindo o seu cantinhoo.. adorei aqui!!estou seguindo…”  (Bah!) copiado e colado em quase todos os blogs que acompanho.

O caso é que esse fim de semana, resolvi ler o Astronauta desde o comecinho… e me emocionei tanto revivendo todas essas coisas bacanas que a maternidade me proporcionou (e que um dia tive a feliz ideia de registrar)… que deu saudades.

Tenho usado muitas desculpas, para não escrever, falta de tempo, falta de assunto, falta de inspiração…

Talvez esse “esfriamento” seja normal porque as vezes tenho a sensação de que já falei de tudo.  Já falei sobre parto, já desabafei sobre amamentação, birras, alimentação, desmame, desfralde, sono… Já escrevi livremente, já reformulei partes de post por “diplomacia”,  já apaguei comentários ofensivos, e embora deva estar no ranking das não-muito-educadas, já fui até considerada blogueira atenciosa…

A verdade é que já fez mais sentido, mas ainda faz parte da minha rotina, ainda me emociono,  ainda sinto vontade de compartilhar… ainda vale a pena.

Por isso resolvi, fazer um auto desafio, me proponho escrever diariamente (mas sem grandes traumas se pular algum dia) durante 10 dias das coisas que aprendo com a maternidade e do que o filhote me ensina, sem pretensão de escrever nada transcendental nem super original . Só um exercício de estar atenta as pequenas coisas do dia a dia e quem sabe tomo gosto pela coisa e volto a postar com mais frequência..

¿Nos vemos mañana?

22 Comments

  1. Blog é um pouco fase, né? Depois que o Rafael nasceu, eu tinha ZERO vontade de escrever. Quase deletei o blog, mas depois voltei e tenho curtido bastante. O bom é escrever qdo da' vontade, sem pressao, é muito mais gostoso.

    Ah… e esse povo que faz o copiar-colar e as vezes nem se da' o trabalho de verificar o nome da blogueira… Afe! Devia ter manual de boas maneiras antes de entrar na blogosfera.

    By the way, ja' pensou em fazer livro do blog? Estou terminando a ediçao do meu 3° livro e esta' ficando muito legal. Nao é para publicar, né? Mas pra guardar de recordação.

    Beijos!

  2. Flávia,
    me identifiquei muito. Ando numa fase que denominei de “mais do mesmo”. Preguiça de escrever sobre mais uma virose, mais um fato emocionante, sabe?
    Mas também já tinha pensado que escrever com mais frequência talvez seja o caminho para encontrar mais inspiração. Sabe aquela coisa de amigos que se falam todo dia e por isso têm muito assunto, enquanto amigos que se veem raramente têm muito pouco a dizer? acho que é isso.
    beijos e boas inspirações

  3. Flavia, seu blog é muito bonito e cheio de informação importante para as recém-mamães. Não o acompanho tanto quanto gostaria, mas o pouco que li por aqui me inspirou e me ajudou a refletir, mesmo quando não concordei. Mas, é verdade, os filhos crescem e a gente também. A gente muda e encontra outros assuntos, outros interesses e se cansa dos mesmos embates e encontros na blogosfera. Mas, há sempre mais a aprender. Mesmo que o seu assunto mude, mesmo que vc não queira tanto falar de maternidade, vai ser muito bom ouvir o que vc tem a dizer como mulher que passou pelos primeiros anos de mãe, em outro país, com um olhar diferente da maioria. Vai ser bom ler suas palavras mesmo que elas não sejam exatamente sobre maternidade, porque o fato é que esta fase da vida nos transforma em várias dimensões. Mudamos profissionalmente, fisicamente, mentalmente, enfim, amadurecemos. O mais legal é poder fazer dessas mudanças mais um motivo para escrever e compartilhar. Voltarei com mais frequência! Até!

  4. Anonymous

    Personalment, crec que seria una llastima que llencessis la tovallola, tu mateixa ho has dit, tant sols per emocinar-te rellegint
    experiencies, emocions i records, ja val la pena de fer l'esforç. Un petò. La Iaia

  5. Por hora, ueba que terá texto amanhã. E provavelmente por 10 dias, heim?
    E depois, bem, se você quiser continuar, estaremos aqui para ler. Se quiser ficar como está, também. E se parar, vai deixar muita saudade.
    Até amanhã!
    Beijoca!

  6. Ando como vc Flavinha, muito ingrata com o meu blog.
    Mas não tenho coragem de colocar um ponto final pelas maravilhosas lembranças.
    Imagine para nossos filhos bem lá na frente…
    Aí vou postando bem em doses homeopaticas, quando tenho vontade, quando acontece algo interessante…ninguém nem mais me visita…(rs)
    Mas, não desista, adoro o seu blog!
    beijocas bochechudas

  7. Flavia, acho que esse vai e vem da inspiração e da vontade de ficar por aqui acontece com todas nos, mas espero que vc não desista desse espaço porque vai nos deixar com saudades.

  8. Flávia, não deixa esse canto pelo amor de Deus? Eu amoooo!
    Vc. escreve tão bem, é sim sempre mto atensiosa, me faz rirrrrrrr!
    Se vc. abandonar esse espaço corro aí em Barcelona, rssss

    Vou adorar ler os textos q vem por aqui! bjsssss

    Ah… o que seria uma avó catalana (ignorante)

  9. Oi Flavia,
    Logo que eu conheci a blogosfera, conheci também o seu blog. Li praticamente tudo. E te fiz perguntas sobre o desfralde. Voce foi super querida e me respondeu às minhas dúvidas.
    Sempre leio seus posts e te digo que vou sentir muito se voce deixar o seu canto de lado.
    Eu tambem estou meio desanimada com o meus posts, mas acho que isso passa e logo vou me animar.
    Acho que muitas pessoas já te disseram, mas para mim o seu post mais lindo e marcante foi o do aniverário do Joao.
    Um super beijo com muito carinho,
    Paula

  10. DELICIAAAAAAAAAAA…
    Adoro seu canto…adoro seus textos…E sinto falta das novidades…
    Nos vemos amanhã…com certeza!!!
    Beijos
    PS: mas sei bem como é ficar meio assim-assim com o blog e as postagens…Ando abandonando o meu tb…mas…não consigo encerrá-lo!

  11. Flá, tô sempre por aqui, viu? Já era fã e depois que te conheci, fiquei mais ainda.
    compartilho fdestes momentos de desinteresse. O que me deu um gás para continuar a postar com mais frequância foi o nascimento de clarice. Porque minha experiência de maternidade tem sido bastante diferente, tenho aprendido muito. Tudo o que vc já sabia no primeiro parto e primeiro filho eu só fui descobrir com a segunda!
    Beijos

  12. Oi Flávia!
    Eu entendo você porque nossa vida é assim: temos fases e momentos, uns baixos e altos.
    Seu blog é lindo desde o início, sua escrita é cuidadosa e ponderada (diferente de mim que vira e mexe surto), sua experiência em terras distantes um convite ao devaneio de quem como eu ainda não conseguiu o sonho de ir até a Europa, o João uma graça e um incentivo a mães de bebês mais novos que como eu sentem curiosidade de ir espiar no futuro-presente aquilo que mais ou menos nos aguarda.
    Mas o blog é seu e o sentimento é seu. Então acho que você deve se orientar por isso. No que significa o blog para você. Pode ser que hoje ele já não tenha o mesmo sentido de antes. Ou não. E tudo isso direciona nosso agir.
    Agora fica a minha opinião: tudo passa pela simplicidade. É verdade, vc já falou em tantos assuntos importantes para nós como birras, sono, desfralde, etc, mas o sentido maior do blog, penso eu, é o João, as coisas simples e pequenas que ele faz no dia-a-dia que te enchem de graça. As coisas e dúvidas que te passam diante de uma ação inesperada dele, o sorriso mais especial de um momento qualquer, o choro mais doído de outro momento qualquer.
    A blogosfera materna é um local riquíssimo de compartilhamento, mas isso é consequência, ao meu ver, daquela simplicidade que nos fez ter vontade de escrever: a criança em cena, vivendo cada instante como um novo renascimento…registrando momentos que a memória não quer apagar jamais e que orgulhosamente queremos mostrar aos filhos: 'olha filho, esse era você em tal idade; Meu amor, esse pensamento é meu de quando eu estava nesta época; escrevi sobre aquilo pq na época foi difícil aprender a lidar com isso'. É um jeito gostoso de nos tornarmos mais humanos e de conseguirmos aproximar aquele filho já crescido deste que nós nunca vemos crescidos. Porque eu sei que eles vão querer saber um dia como foi o parto, o início, as dores, as alegrias, etc.
    Uma, duas, não importa quantas vezes escrever. Importa o sentido da coisa. O resto a gente ajeita!
    Bjs!

  13. Jussara

    Seu blog foi dos primeiros blogs maternos que comecei a ler e que acompanhei quase desde o início. Virei fã. Adoro o seu jeito despojado de escrever, sem querer ditar regras ou se achar melhor, as fotos, a sensibilidade, a forma como educa o João.
    Adoro quando tem post novo, mesmo que demore. Ando num ritmo de ler poucos blogs, mas o seu continua no meu reader e fico feliz sempre que tem um texto novo.
    Ficaria triste se vc parasse de vez, mas tb entenderia. Se até a gente que apenas lê, às vezes enjoa, imagina quem escreve.
    Enfim, vou adorar esses 10 dias de escritos.
    Até amanhã, então!
    Beijos.

  14. Oi Flá…estou nessas com meu blog tb. Acho que são fases, no momento estou mais quietinha, colocando a vida em ordem ou ordem na vida, ainda não sei, mas o fato é que na hora de escrever sempre rola uma desculpinha.

    Ahhhh… Eu adoro seus textos, será bom te ver mais vezes por aqui. Qto a mim, bom… acho que meu cantinho vai ficar parado por mais um tempinho ;)

    Qdo não tiver o que escrever, coloca um vídeo do João cantando que é um tudo de bom!

    bjos

  15. Fla,
    No meu caso gostaria de escrever muito mais, mas a minha desculpa tem sido o tempo… Dificil administrar e ter um horario so meu para escrever. E tem acontecido tanta coisa bacana e tenho deixado de registrar no blog. Pena. Mas o seu autodesafio me inspira!! E quanto à maternidade, eu acho que tem muitas mamães que, assim como eu, ja andou pelo Astronauta para buscar informações. No meu caso, saiba que ler o seu relato de desmame foi um alento e um suporte para eu e Béatrice darmos os nossos passos rumo ao “desplugue”! Tai um post que deve ser feito!!! ai ai. Beijos querida : )

  16. hagas lo que hagas estar bien si así lo decides…
    lo mejor es ésa frase con la que cierras el post,
    “estar atenta a las pequeñas cosas de cada día…”
    éso es vivir con sentido!

    besos amor,

    Noe

  17. Meu blog é tão novinho e eu já passei por isso “algumas” vezes… Acho que sentir esse afastamento é normal, principalmente quando a nossa vida ta fervilhando de coisas no mundo real.
    Acho seu canto muito bom… (de verdade, viu! Sem o “passa lá, me segue!rsrs) e acho q ele faz diferença para muita gente…

    Faz esse exercício, vou adorar e acompanhar tudinho.. quem sabe a vontade volta!!!!.. rsrsrs

    Bjnhos em vc!!!

  18. Flavia, que delícia de dia!!
    o meu blog tbém tá paradérrimo. São fases. Mas não desista. Volte qndo tiver vontade!!! Curta a primavera. bjos

  19. Flavia, acho que toda mãe-blogueira tem seus blogs preferidos, normalmente aqueles primeiros que a gente conheceu, os primeiros sobrinhos virtuais, as primeiras lições aprendidas, os primeiros comentários de pessoas que a gente não conhece.

    Eu tenho isso com você e com o Astronauta. Ainda me lembro como cheguei aqui. A Mari, do Pequeno Guia, havia visitado vocês e feito um texto falando do encontro ente o João e a Alice e assim vim parar aqui, li seu relato de parto e daí devorei tudo que você havia escrito até então. E assim tenhos vocês como amigos queridos.

    E como amiga te digo que apóio a decisão que tomares. A vida tem fases e por vezes precisamos nos reencontrar, nos redescobrir.

    Por enquanto, estou adorando a idéia de pelo menos 10 dias de textos.

    E depois, sempre que sentires vontade, dá uma passadinha aqui para matarmos as saudades, tá?

    Um beijo dos pampas gaúchos para vocês!

    Nine e Ísis

  20. Flávia, é assim mesmo.
    Quantas vezes não sentamos na frente do computador e abandonamos pela metade um post que minutos atrás parecia tão interessante. São ciclos. Eu adoro o astronauta e quando as vacas andam magras por aqui, dou uma olhada no passado, releio algumas coisas, descubro outras.
    Beijos

  21. Ai Flavia, hj resolvi voltar para o meu cantinho e vim me atualizar do seu e me deparo com vc rementendo a este post e o sentido do blog
    estou nesta fase total, se faz ou nao sentindo continuar, o que mais falar, pra que e quem falar…um pouco do meu sentido acabou, estou de volta, mas tenho visto que aqui em SP tem tanta coisa legal apra falar, enfim, vou tentar, vc me inspirou com este blog
    se nao fossem os blogs a gente nao teria se conhecido né? eu nao teria me enchido de coragem e confianca para fazer o parto natural do pedro…tantas coisas
    acho que o blog agora já faz parte de nossas vidas, passado, presente ou futuro, nao importa se pare ou continue, o seu blog já inspirou e mudou a vida de muita gente…pode continar mudando pelo simples fato dele existir…ou de vc continuar a dividir!
    ADORO tudo aqui
    bjs bjs
    Pati

  22. Ai Flavia, hj resolvi voltar para o meu cantinho e vim me atualizar do seu e me deparo com vc rementendo a este post e o sentido do blog
    estou nesta fase total, se faz ou nao sentindo continuar, o que mais falar, pra que e quem falar…um pouco do meu sentido acabou, estou de volta, mas tenho visto que aqui em SP tem tanta coisa legal apra falar, enfim, vou tentar, vc me inspirou com este blog
    se nao fossem os blogs a gente nao teria se conhecido né? eu nao teria me enchido de coragem e confianca para fazer o parto natural do pedro…tantas coisas
    acho que o blog agora já faz parte de nossas vidas, passado, presente ou futuro, nao importa se pare ou continue, o seu blog já inspirou e mudou a vida de muita gente…pode continar mudando pelo simples fato dele existir…ou de vc continuar a dividir!
    ADORO tudo aqui
    bjs bjs
    Pati

Leave a Comment