das coisas que um filho ensina – dia 8

As vezes as horas que o pequeno fica na escola, não são suficientes pra fazer tudo que tenho que fazer.

Ontem, depois de buscá-lo, preparei o lanche, coloquei um DVD e voltei pro computador pra tentar terminar um trabalho… Dois minutos depois, o filhote vem pra perto e fala:

- Não quero assistir televisão, quero brincar. Vem brincar comigo?

Respondo, que sim, sim, claro! Deixa só a mamãe terminar uma coisa rápida e já estou com você… Respondo, quase sem olhar pra ele, mas vejo que ele sai do quarto com cara de resignação…

Minutos depois, ele volta.

- Mamãe, acabou teu tempo! Vamos passear?

Olho pela janela e me dou conta que tá fazendo um dia lindo lá fora.

Penso que por mais que tenha aprendido sobre prioridades desde que ele nasceu, ainda não aprendi o suficiente.

desligo o computador e fomos aproveitar o dia lá fora e essa primavera que está de luxo (e tudo passa tão rápido!)

***

O comentário da Fabi, me fez lembrar uma tirinha do Calvin, que eu amo (e repito aqui no blog):

Tirinha: http://depositodocalvin.blogspot.com/

26 Comments

  1. Fico sempre pensando se a gente não tá arrumando mais coisa para fazer que deveria…

    Isso ai, João, ensina mamãe, que compartilha bonito com a mulherada!

    Flá, gostando muito da série, mesmo que sem conseguir comentar sempre.

    Beijoca!

  2. tem alguns dias que não estou ligando o computador quando chego em casa –> estou fazendo tanta coisa com as crianças…

    é claro que ando atrasada com leituras e comentário nos blogs das amigas, mas… são as prioridades, nénão?

    beijoca

  3. Flá, sabe o que é pior? É que a gente sabe o que tem que fazer, mas quase nunca faz.

    E tudo passa muito rápido. A primavera, a infância, a vida…
    Se a gente pensasse mais nisto, aproveitaria mais o tempo!

    E assino embaixo o comentário da Dani!
    Bjos

  4. sabe, fla…
    eu acho que tenho esse negócio embutido em mim, acho que pq minha mae seeeempre trabalhou horrores e não tinha tempo nem paciência pra curtir com a gente…
    logo, quando estou com o isaac sou 99% dele.
    bjocas

  5. Fui ter minha filha mais velha, com 38 anos. E tomei para mim que quero curtir cada segundo com ela, e ela é minha prioridade.
    Ela está com 1 ano e 5 meses, e minha pofissão é mãe.
    Quero curtir o que posso, de todas as maneiras que der.
    Ano que vem ela vai para a creche, aí sim, eu volto a trabalhar no horario que ela estiver estudando.
    Lindo post o seu.
    Beijos
    Lilian maelher.blogspot.com

  6. Fui ter minha filha mais velha, com 38 anos. E tomei para mim que quero curtir cada segundo com ela, e ela é minha prioridade.
    Ela está com 1 ano e 5 meses, e minha pofissão é mãe.
    Quero curtir o que posso, de todas as maneiras que der.
    Ano que vem ela vai para a creche, aí sim, eu volto a trabalhar no horario que ela estiver estudando.
    Lindo post o seu.
    Beijos
    Lilian maelher.blogspot.com

  7. Lia

    Demais! Isso é que é vida… os filhos nos trazem à real, ao que realmente importa.

  8. Putz, Flavia, passo por isso o tempo todo. Às vezes cedo, às vezes não. Mas também fico com esse pensamento sobre qual é a prioridade no momento. Penso que deveria estar brincando com elas enquanto estou trabalhando, especialmente no começo da noite – horário que sou super produtiva pra trabalhar.
    Acho que quando a gente trabalha fora é mais fácil: chegou em casa, o tempo é deles (desde que não tenha que limpar a casa e fazer comida, lógico). Trabalhando em casa essa coisa fica meio misturada, a gente tá mas não tá ao mesmo tempo, né…
    Difícil, isso.
    Demais essa tirinha do Calvin.
    Beijos

  9. Eu acho que essa parada para cutir uma tarde ensolarada é uma das melhores coisas de se ter filhos! Tem coisas que podem esperar um pouco mais enquanto a gente passeia e brinca com a cria né?

    Beijos,
    Nine

  10. Mari Rocha

    ai.
    na reta final do mestrado, esse pensamento me consome. e simplesmente não tenho o que fazer. não posso desligar o computador e aproveitar a tarde linda. ainda que eu reconheça que, hoje, o mestrado não é a prioridade nº 1, nem sei se fica no top 5, meu deus, já nem sei qual o sentido disso, mas investi tanto pra entrar, quis tanto fazer esse mestrado… preciso terminar. e simplesmente aguentar a culpa do pai do calvin, mas não só a culpa, sobretudo o sofrimento que é não poder estar lá fora brincando com ela… ai. que bom que você conseguiu fechar o computador…

  11. Verdade! Pra quê perder tempo com a chatice do trabalho se há um dia lindo lá fora? Certíssimo, João.
    bjos
    Sarah
    http://maedobento.blogspot.com/

  12. Fla, sempre me pego pensando nisso. Os filhos são sempre prioridade, mas as vezes me pego no automático, sentava com eles e mal ouvindo o que estão dizendo, pensando em mil outras coisas que tenho que fazer. Aí percebo que preciso organizar melhor o meu tempo…
    Amei a tirinha do Calvin, passa rápido mesmo. Hoje vejo o André tão “moço” e já me dá um aperto no coração.
    beijos pra vc, lindona!

  13. Flávia,
    Estou sempre lembrando pra mim mesma o quanto tudo passa rápido, que o dia que passou não vai voltar, que importante mesmo é aproveitar o tempo que tenho com ele.

    Mas tenho sempre a impressão de que, mesmo assim, vou sempre achar que não é suficiente e que o tempo voou – porque, caramba, como voa!

    E isso me lembra sempre a campanha do Grupo Cria:

    Você se esforça, corre atrás, dá o melhor de si, mas vive sempre com a crônica sensação de que não é suficiente. Você não é incompetente. Você é mãe!

  14. Realmente, Flavia, a infância passa muito rápido. Se não curtirmos hoje, depois não adianta se lamentar porque o tempo passou. Temos de estar sempre lembrando disso.
    Beijos.

  15. Post maravilhoso para cutucar a gente. Por mais que saibamos que eles são prioridade que a infância passa voando e tals, nos detemos tempo demais na frente desta tela colorida.
    Calvin e joão sempre direto ao ponto, né?
    Beijos primaveris

  16. Tchau office, vou embora pra casa curtir minhas meninas e esse sol que brilha lá fora!
    E a culpa pelo meu abandono deste “dia de serviço” é sua, João, que me fez lembrar que vale muito mais a pena curtir um lindo céu azul, do que essa tela cinza do meu note.
    Beijo, Flá, emocionante esse post!
    Dani

  17. Esta tirinha do Calvin… olha é uma bruta verdade… pior que muitas vezes somos domadas pelos afazeres, compromissos ou até mesmo a preguiça… aí vem nossos pequenos, e nos cobram e nos convencem… parecem até anjos nos alertando da realidade… Porquê depois? Eles vão crescer tão rápido… nossa vida passa tão rápido…

    Abraço !!

  18. Flavia,
    Adorei a tirinha do Calvin!
    A-T-E-N-Ç-Ã-O! A hora é agora. Hora de brincar e se divertir com o filho.
    Ai Flavia quantas vezes também me peguei pensando em milhares de outras coisas, deixando de viver intensamente o momento que estou ao lado dos meus filhos.
    É preciso cuidar realmente…. Ainda mais nessa primavera maravilhosa! rs rs rs
    Beijos querida.

  19. Disse tudo, Flávia! Às vezes a gente nem se dá conta de que o tempo tá passando e nossos filhos estão crescendo… Peno nisso sempre e procuro dar muita atenção ao meu pequeno!
    Bjos

  20. wake up call
    warning sign

    hj me peguei pensando em como ele está grande e nessa crueldade que o tempo faz…

  21. Muito bom! Acho que faço isso muito, e pior é que quando tento compensar exagero.. a culpa é cruel!

    Beijos,
    ameiiii a tirinha!

  22. Flávia, o João está corretíssimo, aliás eles são ou não são nossa prioridade?
    Mas colocar isso na balança a cada dia, acontecimento, atividade não é lá muito fácil.
    Depois da mudança o roupeiro na casa nova atrasou, com o tempo frio e umidade, tudo mofou, preciso lavar absolutamente todas as roupas antes de eliminar as caixas, e a pequena vive apelando, pedindo para brincar… Ou me sinto insensível ou improdutiva…
    Jesus, tem solução?
    bjk

  23. Flávia,
    Tem selinho no meu blog para vc. Se quiser, dá uma espiada.
    Beijos

  24. Coisas de mãe

    Que lindo!!!

    Adoro quando o Pedro prefere brincar ou escolhe um jogo do que ver televisão!! Fico super orgulhosa!

    beijos

    Pati

  25. Que lição do seu bebê,acho que o meu,qundo olha pra mim serio,e fala varias palavras que compreendo que ele esta bravo,acho que esta me falando Quero passear mãe.

  26. Nao sou mae ainda, mas essa foi de cortar o coracao. Kibom que vcs tiveram um excelente dia. bjao

Leave a Comment