Tempo, tempo, tempo

Depois de mais de dois meses de tempo de férias e de tempo sem tempo pra férias e de tempo intensivo de brincadeiras, conversas, espadas, bolas, bagunça, broncas, parque, televisão, passeios, sorvetes, primos, praia, festa, alegria, sustos, birras, bicicleta, skate, musica e etc, etc, etc… e etc.

Confesso: Estou feliz de que finalmente tenha acabado essas intermináveis férias.

Aprendi que não é fácil acompanhar o tempo todo um serzinho de 2.9 anos de pura energia! (e que não tem problema nenhum reconhecer isso.)

Estou feliz de ter tempo (e silêncio) necessário pra me dedicar às minhas coisas.

Ainda estamos em período de adaptação, nós e ele…

Mas com uma deliciosa sensação de que tudo está acontecendo no tempo certo.

::Em tempo: 
Vocês já votaram para que o blog “pequeno guia prático para mães sem prática” vire livro?
Clica AQUI para votar.
ou passa LÁ  que ela te explica melhor.

21 Comments

  1. fui lá votar na mari e quase que esqueço de comentar aqui…
    puxa,
    a gente ama ficar com os pequenos, mas esse tempinho aí, só nosso faz uma falta.
    tenho dois dias na semana, que deixo isaac integral na escolinha, eram pra ser momentos só meu e gasto com coisas da casa.
    dei um grito de independência doméstica e tô começando aulitchas de pilates hoje.

    volto pra te contar se eu não perder a paciência com a prof. e virar foragida por responder por crimes contar a moral e os bons costumes…
    hahahahahaha

    bjocas

  2. O fruto bom dá no tempo
    No pé pra gente tirar
    Quem colhe fora do tempo
    Não sabe o que o tempo dá

    (Frutos das terra, na voz de Renato Braz)

    Beijo e um silêncio bem gostoso pra você!

  3. Amei a confissão. Tão sincera e tocante… é assim mesmo, aprendi que ser boa mãe não é ser criança da mesma idade que seu filho. Beijos em vcs dois que gosto tanto.

  4. Flá, cê sabe que tem dia que todas as minhas energias e toda a minha criatividade também se esgotam? Menina, daí fica Nina lá, toda e toda querendo brincar de esconde atrás do sofá e eu rezando pra ela querer ver o novo DVD da Palavra Cantada!
    É…não é fácil não acompanhar esse ritmo!
    Beijo, querida!
    Dani

  5. É Flávia, costumo dizer que ser mãe full time também não é a melhor coisa da vida, ás vezes precisamos parar, respirar e fazer algo por nós mesmas. Acho bom voltar a rotina normal, aos poucos, adaptando, sou a favor também das coisas em doses homeopáticas, tudo ao seu tempo, e tempo hoje é artigo de luxo mesmo menina, então é isso…
    um super beijo

  6. Férias é sempre um presente para as crianças, mas para as mamães trabalho dobrado,kkkk

    beijus pra vcs

  7. Eu to é sentindo falta de um tempinho pra mim…essa história de mãe em tempo integral, de dois ainda, está me esgotando. Só que a Naninha ainda é muito piquita, então espero que logo mais as coisas se ajeitam…
    Já votei na Mari sim…torcendo muito, seria o máximo!
    beijos

  8. Tem mães que escondem esse sentimento. Mas é natural, adorei sua sinceridade!
    Beijos.

  9. Eu bem sei o alívio que dá quando acabam as férias escolares.
    E quanto ao sonho, adorei, hehehe. Vai ver era uma miniférias de filhos, coisa que por enquanto não vai acontecer mesmo, só em sonho.
    Beijos

  10. Ah, adorei tua sinceridade em dizer o quanto dão trabalho e o quanto é bom ter tempo só pra gente! Assino embaixo!
    Bjs

  11. Olha! eu adoro ficar com minha filha, mas confesso que tb adoro trabalhar e o fim das férias já estou me coçando para voltar a rotina….quando estamos somente com os filhos acabamos nos anulando como esposa, mulher, amiga, também não tenho problemas em afirmar isso, apesar de muitas mães em tempo integral me acharem um monstro por pensar assim!

    beijinhos e bom finde

  12. Flávia, que saudade. Bom ler você de novo…

  13. Também quero um tempo para mim…

  14. Difícil lermos depoimentos como esse. Adoro sua sinceridade!
    Tbm temos direito a um tempinho pra gente. Concordo!
    Bjos

  15. Nossa realmente Flavia, a gente curte os filhotes mas cansa né! Bacana quando nossos momentos voltam. É essencial ter um tempinho só nosso!
    beijo

  16. Aí Flavia, que saudades eu sinto do silêncio!curta muito, logo as férias voltam!

  17. Jussara

    Realmente não é fácil cuidar dos pequenos em full time. Não tenho filhos, mas tenho sobrinhos e priminhos, sei como é (mesmo estando de fora). E vc é das raras mães que admitem que é bom ter um tempo pra si mesmo; acho que eu já disse, e acho isso fantástico. Uma amiga recém colocou o filho de quase dois anos na escola, e está com o coração apertado, mas ao mesmo tempo ela precisa desse intervalo pra ela.
    Mas o que eu queria dizer mesmo é que de quarta pra quinta sonhei que eu estava dando a luz e vc que era minha parteira, hahaha. Acho que pq ando lendo e pesquisando muito sobre isso (mesmo não estando grávida ainda), e me descabelando cada vez mais, pois sei que na minha cidade não vai ser fácil encontrar um profissional “humanizado”. Enfim, o legal é que no sonho eu não sentia um pingo de dor, haha (só no sonho mesmo!). Só não sei o que fez vc ser eleita minha “parteira”, mas desconfio: talvez pq seu blog tenha sido o primeiro do mundo das mamis que eu comecei a ler com assiduidade e interesse (embora tenha demorado um século e meio pra comentar) e tb pq seu parto é referência pra mim :).
    Bjo.

  18. Flávia, tem um selinho pra você lá no leite e prosa! Eu sei que você já ganhou um igual, mas eu não queria deixar de te dar porque é meu primeiro selinho e você foi a primeira mãe blogueira que passou por lá e ainda me linkou no queridíssimo astronauta… mais uma vez, obrigada! Um beijo!

  19. Oi Flávia,
    seguir o ritmos desses pequenos nos deixam totalmente sem tempo para a gente. É uma loucura.

    Vou lá votar.
    beijos
    Chris
    http://inventandocomamamae.blogspot.com/

  20. Cruzei com tantas maes (todas, pra dizer a verdade) que eu conheço e que estao felicissimas com o final da férias! Acho engraçado – e ao mesmo tempo nao muito, porque tpo entrando nesse universo daqui algumas semanas… Ai, Senhor! ehehehe

    Beijinho!

  21. Oi Flá,

    Nossa menina, vc estava com saudades da rotina e eu já estou rezando pra voltarem as férias! Muito trabalho lá na agência e sinto muita falta do nosso little man. Ele já começou a guarderia, com 6 meses, pode? Que dózinha né? Mas ele adora, na real.

    Agora estou curtindo duas noites de sono em Berlim, primeira viagem a trabalho desde que sou mamãe. Super estranho, mas depois de 6 meses sem dormir nem acredito!

    Beijos amiga,
    Van

Leave a Comment