Do Astronauta, das Amebas e da Culpa do Mundo

Post VIP: By Roberta, mãe do Noah do blog Piscar de Olhos

Eu tenho algumas manias que me acompanham desde sempre: eu evito pisar nas partes pretas da calçada de Copacabana, começo a comer a coxinha pela ponta e faço xixi de pernas cruzadas.

E como mania é um troço que vai se alastrando com a idade, eu arrumei mais uma: dei pra querer prever o futuro de filho e filha de blogueira.

Prever o futuro de filho alheio não é pra qualquer um e requer certo empenho: você lê o blog da mãe da criança, analisa o comportamento e as habilidades da cria, pensa nisso com relativa frequência, amadurece a idéia e tira suas conclusões: “esse quando crescer vai ser escritor/advogado/médico/comunista/drag queen.”

Parece fácil, mas requer técnica. Técnica e um ou dois parafusos a menos.

Do João – O Astronauta, eu sempre, desde o início, pensei: aposta quanto que ele vai acabar virando um astronauta famoso e o blog da Flávia vai aparecer no Fantástico?

Juro que eu imagino o João indo passear em Vênus. Daí, se me dão corda, eu ainda vou mais longe e imagino todos os televisores do mundo ligados para testemunhar o João pisando naquele planeta esquisito pela primeira vez.

Maracanã lotado, transmissão ao vivo, pelo telão.

O estádio vai a loucura “Jo-ão Jo-ão Jo-ão” .

E a galera tem até hino:

Carmen Miranda nasceu em Portugal

Mas quem diz que ela não era brasileira?

E o João, que adora samba e o carnaval!

Dizer que ele é espanhol é brincadeira!

Enquanto isso, em Barcelona, ao vivo da Plaza Catalunya, a multidão enlouquece e orgulhosamente veste uma camisa com a foto do Astronauta, onde se lê: “Vênus – A Catalunya chegou lá primeiro”.

O super papa enxuga as lágrimas e se junta à multidão. Numa mão a fotografia do João vestindo a camisa do Barça. Com a outra mão ele segura o braço de uma elegante e orgulhosa mamãe, que, se debulhando em lágrimas, conversa com um jornalista da BBC.

- Mas de onde surgiu a idéia dele, de virar um astronauta? – pergunta o repórter.

- Ah..sempre foi o sonho o João – responde a mãe do Astronauta. Sei lá…com 5 anos ele viu meu blog e disse “Mamãe. Eu vou ser um astronauta”.

E o jornalista se arrepia todo ao saber que a mãe do astronauta tem um blog que existe desde que João era bebê. E que referido blog se chama – OH-MY-GOD- O Astronauta.

Corta pro João em Vênus. Ele se prepara para descer da aeronave. 5…4….3….2…

E ele desce com um violão na mão, sorri para a câmera e canta…

plunct-plact-zum,

não vai a lugar nenhum…

E o Maracanã vai abaixo.

João, todo emocionado, diz:

- Eu gostaria de mandar um beijo pro meu pai e pra minha mãe. Eu amo muito vocês. Mamãe, você é minha inspiração, sempre. Ah! Queria aproveitar para mandar um abração pro Noah, meu primo de grau I (no futuro, assim que serão chamadas pessoas que se conhecem somente pela Internet). Noah, você é o melhor primo cybernético que alguém poderia ter.

(que foi, gente? se o sonho é MEU então o João pode mandar um abraço pra quem EU quiser, dá licença?)

***

E falando em sonho: poucos dias depois de Noah nascer, há 19 meses atrás, eu tive um sonho muito louco. Eu sonhei que Noah era tipo um Messias, sei lá, o cara prometido e tal. E que havia uma organização mega mafiosa de olho nele.

Ainda na maternidade, essa máfia invadiu meu quarto enquanto eu dormia e introduziu um chip em formato de ameba dentro da minha cabeça. O chip-ameba permitiria que os mafiosos soubessem sempre do meu paradeiro, assim eles nunca perderiam o Messias de vista.

Perceba que sonho de mãe é mártir de essência, né? Porque, cá entre nós, se era ELE o tal Messias porque raios que a ameba tinha que vir parar na MINHA cabeça e não não dele, hein pessoal da máfia?

***

Tá, mas agora vamos ao que interessa. Quando tive a honra de saber que ia dar pitaco aqui na casa da Flávia queria falar sobre algo que soasse familiar a todas as mães. Mas daí Noah ficou doente e eu chutei o computador, e fiquei 5 dias com o filhote no colo. O bichinho não saia do meu colo nem pra vomitar.

Mas ontem à tarde, do nada, ele sarou. Ficou com uma fome de leão e saiu do banho cantando “do leme ao pontal”. E quando ele canta Tim Maia é porque ele está realmente feliz.

Hoje de manhã estava ótimo: comeu caqui, comeu pão e tomou suco laranja. Assistiu Cocoricó. Dançou e escondeu minhas panelas embaixo do sofá. Pensei: vou levá-lo um pouquinho à escola, assim posso tomar um banho demorado (aquele que eu não tomo direito há 6 dias), posso trabalhar e escrever um pouco.

E daí adivinha quem apareceu sem ser chamada?

Ela. A ameba maldita. A culpa.

Isso mesmo, gente bonita. Eu descobri que a tal ameba do sonho nada mais é do que pura e simples culpa. Culpa essa que é introduzida na sua cabecinha assim que a cria nasce, lá na maternidade.

“Ah, mas eu pari em casa.”

Não importa. A máfia enfiadora da ameba sabe muito bem onde você mora.

“Mas então porque que meu marido não sente tanta culpa quanto eu? Não colocaram a ameba na cabeça dele também?”

Não, darling, não colocaram a ameba na cabeça do seu marido. E ainda que tivessem colocado, homem tem corpo fechado pra culpa desnecessária. Culpa é artigo feminino, que desce junto com a sua primeira menstruação.

***

Posso escrever sobre culpa, então?

O tema é batido, eu sei. Mas outro dia, caras leitoras do Astronauta, tomada por descabida culpa por deixar Noah na escola enquanto assistíamos ao primeiro jogo da copa, eu compus o Melô da Mãe na Copa:

A culpa do mundo é nossa

Culpa de Mãe, é uma bosta

Tem culpa porque trabalha

Quando desmama

Quando desfralda

O drama inteiro começou aqui. Mas no final das contas, maridão e eu decidimos deixá-lo brincando na escola e, durante o primeiro tempo do jogo, batemos um bolão assistimos a partida sem interrupções.

Termina o primeiro tempo e a amebenta aqui tem a seguinte idéia:

- Amor, vamos aproveitar o intervalo pra ir tirar uma fotinho do Noah na escola? Ele tá com a roupinha de copa do mundo e eles iam assistir o jogo no pátio. Muito fofo, bora lá?

(a escola fica 2 minutos a pé da minha casa.)

- Ah, não.

- Ah, vamos, vai, rapidinho!

- Não, amor. A gente tira foto dele a noite, aqui em casa.

- Aqui em casa os amiguinhos e as professoras dele não vão sair na foto, né François?

(quando mulher chama pelo nome é melhor concordar, viu João Astronauta?)

- Bom, beleza. Mas não deixa ele te ver, senão já viu. E é tirar a foto e voltar correndo pro 2o. tempo, tá bom?

Então nós fomos. De longe eu vi as crianças reunidas assistindo o jogo. Então eu pedi que uma das funcionárias da escola tirasse uma foto. Ela volta com a câmera e diz que ele saiu meio chorandinho na foto.

- Mas eu vi ele rindo e brincando, como assim saiu meio chorandinho?

- Das duas uma, ela disse. Ou foi porque ele viu a mãe do amigo vindo buscá-lo ou ele ouviu sua voz.

Era o que faltava para acionar o chip-ameba da mamãe aqui.

Agora presta atenção no dilema da criatura-mãe: de um lado a cria chorando; do outro, o marido me puxando pelo braço e me olhando com cara de “nem pense nisso”.

***

Resultado: Noah veio pra casa com a gente. Contrariando o maridão, o meu bom senso e todos os conselhos sensatos de quem comentou meu post, eu carreguei a cria pra casa e perdi os dois gols do Brasil.

Logo eu, que ao ler os comentários de outras mães amebentas sobre suas próprias culpas, me enchi de compaixão, balancei a cabeça e pensei “ameba filha de uma puta”.

Mas sabe o que acontece? A minha ameba cerebral é tão, mas tão sofisticada, que num momento de impasse desse, ela me roda um filminho na cabeça, só pra provar que está certa.

Isso mesmo. Na hora da decisão em deixá-lo ou não na escola, eu paro, fecho os olhos e eis que me vem o seguinte filme na cabeça:

Noah, sentado no sofá com a namorada, daqui uns 40 20 anos. Começa o jogo, ele agarra a namorada e diz:

“Sabe que toda vez que começa um jogo de futebol me dá um vazio, um medo…Me abraça?”

E a namorada então diz:

“Xiiiiii, isso deve ser algum trauma que aquela maluca da tua mãe te colocou.”

Porque além de lidar com amebas-produtoras-de-filmes-cerebrais-culpentos a pessoa, ainda por cima, um dia vai virar SOGRA. Sim, sogra! Vulgo aquela-que-deixou-seu-marido-cheio-de-traumas-e-manias.

E eu pergunto: isso lá é um mundo saudável pra se viver, dona ameba?

***

Obrigada, querida astro-mamis, sou sua fã incondicional (mas disso você já sabe). Fico torcendo pra você passar por aqui e a gente bater papo pessoalmente e tirar muitas fotos do João e do Noah. Que depois que o João for pra Vênus vai ficar mega difícil da gente tomar aquele café, né não?

Bom, deixa eu ir. Não quero que vocês pensem que eu sou daquelas visitas inconvenientes, que não sabem a hora de ir embora

Além do que, preciso ir buscar o pequeno na escola.

Que a dona ameba já me sussurrou que tem filme inédito em cartaz. O filme conta a história dessa mãe perversa e ingrata, que deixa o filho na escola pra tomar banho demorado, trabalhar e escrever. Ele cresce e nunca mais se recupera do trauma: vive na sarjeta, rasga dinheiro e trabalha como gigolô.

Em breve. Em um cinema próximo de você.

Depois desse post SENSACIONAL, só posso dizer uma coisa, se você ainda nao conhece o blog dela nao sabe o que está perdendo.
E obrigada Ro, AMEI!

36 Comments

  1. Quando comecei a ler desconfiei que esse post não era da Flávia, e foi só ver o nome do Noah que pulou o nome ROBERTA!
    Só podia ser ela profetizando sobre o João em Marte, né?
    Adorei o texto. E sobre a culpa? OOO amebinha desgraçada, tomara que em Marte exista um antidoto pra isso e o João descubra.
    Beijos

  2. hahahahaha adorei, flá, adorei rô. muito, muito, muito bom!!!! que legal… super bacana.
    beijooo!

  3. hahahahahahahasó a Rô mesmo!
    adorei a profecia do João, do Noah e todas as viagens que ela tem, que são sensacionais!!

    beijos pras duas!

  4. Hehehe, muito bom! João vai a Vênus vai encher este mundo de amor (e acabar com as guerras e desavenças, inclusive aquelas mais difíceis, como as que existem entre as mães talibans e as não-talibans). Será que ele consegue isso taméem?
    Beijos

  5. Gente mas q post pra lá de bom! ´Me fez rir,chorar e pensar, tudo ao mesmo tempo agora!

  6. Ai meninas, sensacional… amei o momento intercâmbio de blogueiras top de linha… Flávia teve a idéia genial que pelo visto já é hábito do blog (que eu amo) e juntou a Roberta que fala sério, deveria escrever comédia dessas que passam no horário nobre sabe? me mato de rir, adorei a profecia, Roberta deveria montar uma tenda, e depois um curso de como se divertir com as suas presepadas e com a culpa da maternidade… sensacional… dei muita risada…
    um super beijo pras duas, momento delícia de pura diversão, tô com culpa tenho que correr pra dar banho no David! bjs

  7. Visita ilustre, daquelas que não precisa nem de convite, né?? E o post então??? Muito legal de ler, excelentes tiradas e uma imaginação que vai longe, coisa da culpa!!! Amei, parabéns a Flávia e a Roberta!!
    Bjos,
    Camila
    http://www.mamaetaocupada.blogspot.com

  8. hahaha Demais!
    Eu adoro o blog do piscar de olhos!
    Sempre dou risada com os posts dela!
    Bjos!

  9. Sensacional! Engraçado que essa Rô-amebenta tem sempre se provado ser uma verdadeira psicanalista com especialidade em culpa maternal + comediante + compositora de marchinhas, mas agora me surpreendeu mesmo com mais essa mistura de analista de patologia clinica CEREBRAL materna, profetiza e mamarazzi (embora não tão bem sucedida).

    Parabéns Rô, otimo post!

  10. SENSACIONAL!!! rsrsrs!

  11. Adoro o blog e esse lance de “VIP”. E um texto da Roberta é sempre ótimo, leve e verdadeiro. Beijo.

  12. otimo como todos os seus textos.

  13. Essa Roberta É a Figura mesmo! Adorei o post!

  14. Momento de insônia (deve ser a minha ameba!), dou uma olhada no computador e vejo este post Fantástico! Muito bom!! Roberta é sensacional e a Flávia teve uma excelente idéia! Obrigada às duas por me fazer sorrir de manhã TÃO cedo! E que as profecias se concretizem! Bjs, Sut-Mie

  15. Impagável! hahahahahahaha

  16. Muito bom, dona Roberta é um tesouro mesmo! beijos

  17. A-do-rei! Fez a minha manhã mais leve e divertida.
    Sempre é bom ler os devaneios da mãe do Noah por aqui.
    O blog do Astronauta eu ainda não conhecia…mas vou já me atualizar.
    beijos pra mãe do João e do Noah.
    da familia dó-ré-mi-fá-sol

  18. Tava mega inspirada a Roberta hein?
    Mooooito bom!

    Beijocas para as duas.

  19. Ana

    Bravo! Como sempre!
    Seus textos merecem um livro Roberta. Já pensou nisso?
    Beijusss

  20. ADOREI !?!?!?!
    Eu já sou mega fã da Roberta !?!?!
    Agora, essa previsão do astronauta foi simplesmente fantástica !!!!

    AMEI

    Idéia mega bacan !?!?!?!

  21. vcs são demais da conta meninas!
    a rô tem um senso de humor que nem em venus, viu….
    sou fã.
    fãzoca mesmo
    bjocas
    carol
    http://viajandonamaternidade.blogspot.com

  22. SENSACIONAL MESMO! Que textinho bom heim! Adoro a Rô e adoro vc Flá, por isso, amei ver ela por aqui! (tomara que eu consiga ser a 70.000!)
    Beijo, queridas!
    Dani

  23. Lia

    Flá, avisa pra Rô que a Emília não quer ela como sogra nem morta! (E se a culpa não é do Noah, gatíssimo, de quem será?)

  24. hahaha… Adorei o texto!! Com essas mamães, João pousará em Vênus enquanto Noah dançará na Lua e suas mamis estarão por aqui orgulhosas e a gente comentando, bem que a Rô profetizou… bem que a Flá avisou…

    bjos!!

  25. Simplesmente demais! Até comparti no Google Reader! Muito engraçado, inteligente e realmente, demonstra mesmo o que é ser mae! Lindo!

  26. Mas que mulher mais espaçosa essa Roberta, hein??
    Brincadeira, amiga, se espalha com força, que tudo que vc escreve, eu leio cheia de vontade, independente do tamanho(ahuhauhauhauhauhuh), porque seus textos são simplesmente sensacionais!!!
    Beijo grande, e parabéns, Flá, pela visita VIP!!

  27. Flávia e Roberta num mesmo espaço?
    É até covardia!

    Roberta, quando você publica um livro, heim? Pode ser até de profecias maternas…

    Beijos nas duas!

  28. Meu Deus que figura! Será que foi por causa da ameba que ela surtou?…rs
    Vou conhecer o blog da profetiza…
    Adorei garotas!
    bjus e bfds

  29. que mais eu vou dizer? SENSACIONAL.
    Não sei de onde sai tanta imaginação… acho que veio de brinde com o chip ameboide, será??
    beijos pras duas
    tha

  30. OI Flávia, cheguei aqui num piscar de olhos e vou ficando. Afinal, daqui a alguns anos será bom dizer que sou amiga do astronauta catalunõ, né? Só por isso… kkkk
    Beijos.

  31. Adorei, adorei, muito bom mesmo!
    Um bj para as duas!

  32. Parabens… esse é um daqueles textos divertidos que começamos a ler e nao conseguimos parar antes do final =D

    parabens.

  33. Hahaha mais gente que viaja até as galáxias como eu..rs ADOROOO
    Foi dificil convencer o povo que eu queria fazer uma festa de astronauta pro meu filho ? Oh povinho de mente pequena sô..rs Depois de tudo pronto e lindo, os comentários de : oh que tema estranho , deram luh
    Tem vaga para mais um astronauta ai nessa nave ?

Leave a Comment