Carrinho X Sling

Hoje vi uma reportagem que comparava um modelo de carrinho de bebê de alta tecnologia com um foulard porta bebês (ou sling). Realmente um contraste poderoso entre a tecnologia e o contato materno. No vídeo, os dois lados da moeda defendem suas vantagens e expõem as desvantagens do outro lado, como si uma coisa não pudesse ser compatível com a outra.
Achei interessante a reportagem, mas não concordo que escolher um implica renunciar o outro. Acho que todas as maneiras de levar o bebê, são compatíveis entre si, e tendo provado umas quantas formas, posso dizer que cada uma é a melhor maneira, dependendo do momento, do lugar e até do estado de espírito do bebê ou da mamãe.
Do segundo ao terceiro mês do João, a melhor maneira de carrega-lo foi o sling, optamos pelo modelo Pouches Hotslings.
Me lembro que a primeira vez que o usei, parecia um objeto milagroso, que me permitia sair com o meu bebê sem me desesperar quando ele acordava chorando e queria mamar, eu não tinha nenhum problema em amamentar em qualquer lugar que fosse preciso, mas em pleno inverno era mais complicado, com o sling e roupa adequada eu conseguia amamentar enquanto passeava e com o balancinho ele acabava dormindo de novo.
Mas, a verdade é que a empolgação não durou muito tempo, o pequeno crescia rapidamente, o modelo escolhido não tinha aros, nem ajustes e muitas vezes era difícil encontrar a posição ideal, não sentia que ele estava confortável, eu não estava tranqüila e mudamos.

Comecei a usar o canguru ou mochila.
A principal vantagem é que vesti-lo é muito mais prático e também por suas características e ajustes te permite mais movimentos com o bebe (na minha opinião: com mais segurança), facilitando a vida da mãe nas tarefas diárias. Foi usado e aprovado também pelo “papa”, que o usou infinitas vezes para fazer o João dormir. (e o continua usando até hoje…).

Seguindo a linha sling, quando o pequeno tinha uns 6 meses me senti mais segura para provar o foulard, os metros de tecido e escolher a tua maneira de “amarrar” o bebê enquanto não se acostuma, pode parecer uma idéia mirambolesca. Mas depois que se pega a pratica é uma delícia, alem de super estiloso. Ocupa menos espaço que o canguru, (vantagem para as viagens) e é o meu preferido quando saio de casa para passear ou quando levar o carrinho não seja viável. Vem com um manual explicando, passo a passo, as diversas formas de levar o bebê e os diferentes tipos de nós.

Mas nem sempre é possível estar todo o tempo com o bebê pendurado, as vezes o carrinho é muito mais pratico e inclusive cômodo para os pais e para o pequeno.
Para passeios mais longos, para ir comprar, comer fora quando ele ainda não fica na cadeirinha, e logo ter um lugar pra ele fazer uma soneca, o carrinho é a melhor opção.
Não foi fácil escolher um modelo com tantas ofertas, mas pesquisando e comparando, optamos pelo Bugaboo Camaleon. Fácil de conduzir, versátil, com um cesto de compras espaçoso, sistema modular 3×1, é um todo terreno que dá pra usar na cidade, praia ou campo e também tem a vantagem de poder adaptar a cadeira do carro (Maxi cossi) na estrutura do carrinho (muito util). Eu adoro!

O ideal é poder tirar proveito do melhor de cada coisa, ou de todas juntas e adaptando ao teu estilo de vida. E você o que acha?

O link da reportagem aqui:

10 Comments

  1. Anonymous

    Gostei muito do post, será de grande utilidade no futuro que espero seja próximo :))Moni

  2. Oi Flavia,to respondendo seu comentario lá no meu blog, aliás, obrigada pela visita! E obrigada pela dica, vou cadastrar meu blog lá. Eu já tinha te lido, por indicaçao de uma amiga aqui de Barcelona, o mundo é pequeno mesmo. Beijinhos,Mari

  3. { * }

    ai, eu ganhei o carrinho da chicco dos meus sogros, mas acho um trambolhão na hora de sair de casa, ao menos sozinha… aí prefiro o foulard mesmo! :)abraço para vocês,karenina

  4. Anonymous

    Oi Flávia, sempre leio o seu blog, mas hoje resolvi comentar porque o post caiu como uma luva para mim! Não achei seu e-mail, então vou perguntar pelos comentários mesmo. Estou grávida de seis meses, em Nova York, e estamos abrumados com a quantidade de opções de carrinhos para escolher. Pesquiso, pesquiso e termino achando que o Bugaboo é a melhor opção, mas fico com medo de pagar tanto por um carrinho. Aqui custa 800 dólares. Você achou que valeu o investimento? O João chegou a usar o bassinet ou só na versão sentado?Adoro ler as suas histórias e aprendo muito com você. Parabéns por esse filho tão lindo de vocês! NathaliaMeu e-mail: njabur@hotmail.com

  5. Moni e Nathalia,obrigada pela visita. beijo pras duas.Nathalia: te respondo por e-mail

  6. Rebeca

    Ah se eu conhecesse o sling antes…que falta das mudernas…Eu acabei usando um canguru da Disney que achei caríssimo (nem lembro o preço) e só encontrei na Tool Box. Ele era bom porque tinha aquela trava na barriga e por isso distribuia melhor o peso, mas o lugar das perninhas… Ou o João é coxudo mesmo ou o negócio de perninha é apertado.Abraços pra vc!

  7. Eu uso muito a mochila canguru! Comprei o sling tb, mas não me adaptei, não consegui usar direito, acho que o André não fica legal lá…De repente preciso de uma ajuda de alguém que saiba usar, mas eu não me adaptei…beijoca

  8. OI!Eu uso todos também! Usei muito o sling quando caio era pequetito, fiquei um tempo sem encontrar posição legal pra usar e agora reativei com força total, tem sido muuuuito útil! Pesquisei na net formas de usar o sling com o bb maior, e tem dado muito certo.O Canguru tb é muito útil, mas quem usou mais foi o pai. Eu sempre preferi o sling. Mas agora nosso canguru chegou ao limite de peso possível (9kg)… o seu vai até mais peso? que marca é?Carrinho, sempre um coringa. Caio adora dormir nele. Agora o seu é modernéééérrimo!! O nosso agora é um guarda chuvinha ótimo da burigoto, Xtreme, fácil de montar, desmontar, carregar.Então é isso! Muitos acessórios pra nos ajudar com os pequerruchos!beijão

  9. Oi Flá, muito legal o seu post e veio como uma luva pra mim também, porque eu estava justamente pensando nisso… será que o fular/sling/canguru nao é mesmo compatível com o carrinho? Comprei o Bugaboo pro Izan também e quero comprar um fular (ou algo parecido, hehehe) para quando ele for bebezinho. Tenho medo de nao me adaptar a ele, é fácil? Porque vi uns videos de como usar e pareceu ser tao difícil!Mas qdo vejo o pessoal usando na rua eu acho tao lindo…
    Um beijao

  10. Laura

    Oi, Flávia! Adorei o post e estou pesquisando sobre carrinhos e fiquei super curiosa sobre a resposta à questão da Nathalia. Isso porque o Caeleon é uma das opções que estou pensando em comprar, mas o preço acaba pesando… Para vc valeu à pena? Outra questão, quando fechado, ele cabe legal em qualquer carro? É prático de fechar e abrir? Obrigado pela atenção e parabéns pelo blog! Bjs

Leave a Comment