Ainda mama?


Nunca cogitei não amamentar, assim como não fiz planos de quanto tempo ou de que maneira amamentaria. Pensava que era uma coisa tão natural que não precisava planificar, quando ele nascesse eu o colocaria no peito e depois a gente via…

O João mamou pela primeira vez minutos depois de ter nascido, superamos as dificuldades iniciais e ele continuou mamando de forma exclusiva e a livre demanda, até os 6 meses, quando começamos de forma gradual a alimentação complementaria.

Com 8 meses o pequeno comilão já fazia 4 refeições, comia bem, desfrutava das novidades, mamava cada vez menos… Porém, o momento 5 estrelas do dia continuava sendo a “hora da teta”. Essa hora não era só alimento, era consolo, era a canção de ninar, era carinho, era “a mamãe está aqui, e está tudo bem”.

Até que o mundo ao meu redor, começou a achar que o João já estava grandinho para continuar mamando, e começaram as sugestões de porque, como e quando desmamar.

De repente a amamentação passou a ser a “vilã” da história… Não dorme toda a noite, porque ainda mama! Chora quando a mamãe não esta porque ainda mama!  É preciso desmama-lo para que você tenha mais independência. Se não desmamar logo vai ser mais difícil depois… e blá-blá-blá.

É contraditório, porque atualmente não há dúvidas de que a amamentação é a melhor forma de alimentar e interagir com o bebê. Todo mundo sabe, é amplamente divulgado, a Organização Mundial da Saúde recomenda: amamentar nos primeiros seis meses de forma exclusiva, e complementada até os dois anos ou mais. E na teoria todo mundo concorda, mas a realidade é outra.

A realidade é que um recém-nascido com uma mamadeira choca menos que uma criança de 2 anos mamando no peito.

A realidade é que na época de nossas mães amamentar estava “fora de moda” e por isso perdemos o apoio da geração que tinha que ensinar-nos a amamentar. E isso faz diferença.

A realidade é que a falta de informação e apoio, levam a muitas mães a abandonarem a lactação… E até entendo… Não é fácil!

O João agora tem quase 11 meses… AINDA MAMA… Já me senti envergonhada e quase “culpada” por continuar amamentando. Já quis desmamar… Mas desisti. Ele é feliz mamando e eu também. Percebi que o melhor é continuar fazendo o que o coração pede.

A verdade é que certos comentários cansam, acordar muitas vezes a noite pra dar de mamar também, o inicio é complicado, a sociedade pressiona… Mas ver a carinha feliz do teu bebê e a mãozinha que te acaricia no momento 5 estrelas do dia… não tem preço.

16 Comments

  1. Não tem preço mesmo.A ligação da mãe com o beb~e que mama é muito especial.O Rafael tem 3 anos, desmamei com 2 e meio( TA, há quem diga que fui muito longe).Ele as vezes, beija o meu seio e diz, Mãe deixa eu beijar o mamá, (por cima da roupa mesmo), parece um beijo de agradecimento, tão carinhoso,isso tem preço?

    • Tenho um filho de 8 meses, e vivo o mesmo dilema amamentar ou nao depois dos 6 meses. Moro em NY e aqui eles encaram como uma coisa estranha demais. Eu simplesmente amo amamentar o meu filho e quero fazer isso ate 1 ano ou mais. Penso inclusive em uma forma de amamentar escondida depois de 1 ano. Amo esse momento mae e filho. Ele coloca a maozinha na minha blusa ou o pezinho em cima do meu pescoco. Um momento magico.

  2. Minha pequena tem 1 ano e 2 meses e “ainda mama”. por enquanto não ouço muitas dicas de como e porque desmamar, porque eu não falo sobre a rotina dela em casa. Ela dorme a noite toda, mas se quiser acordar 10 x pra mamar, eu dou (ai… tomara que não aconteça, rsrsrs)Eu, como você, sempre vi a amamentação como algo tão natural que jamais me planejei pra isso.

  3. Ai, Neyva, quem me dera que Mateus, com seus dois aninhos agora, ainda quisesse mamar… Ele parou com 1 ano e 1 mês, porque quis. Liga não e continue firme e forte!!!

  4. Bom eu escutei muito isso, mas amamentei minha filha hj com 3a4m até 2a1m.parei pq tinhamos combinado que ela iria ganhar ma cama nova, e pq estava grávida de 4m. E hj meu filhote esta com 11m e tbm escuto, a Alice nunca dormiu a noite inteira qd mamava, ja o Matheus dorme praticamente a noite td mama as 22h e acorda la pelas 5. É muito bom dar mamar e mesmo de madrugada com sono ter um carinho do seu bb, o Matheus fica mexendo na minha mão ou nas costas.

  5. As pessoas estão sempre cobrando… se amamenta, por que amamenta. Se não, por que não… Se tem filho, tem que engravidar do outro e assim vai… Não liga não e faça o que seu coração lhe disser!Boa Sorte

  6. Você comentou no meu blog (nomeuperto) e eu adorei! Vim atrás do seu… é lindo!Meus filhos já têm 25 (Olívia) e 23anos (Caio). Eu também os amamentei muito. E posso te garantir que é a coisa que eu mais tenho saudade na vida.Parabéns pelo João. Parabéns por ser uma mãe tão amorosa.Bia

  7. Também amamento (minha bb tem 10 meses)e espero poder ter leite até que ela complete 2 anos, 1º pq sei que tou protegendo ela de muitas infecçoes e 2º pq esse é o momento mas intimo de nós 2 (acho lindo d+ quando ela fecha os olhinhos no momento q ta mamando, pra mim é outra forma de sentir prazer)cada cabeça é um mundo!! siga seu coração!

  8. Anonymous

    Culpa porque um bebe de 11 meses ainda mama ? E eu que a minha filha tem 03 anos e ainda mama.. Nossa e o horror estampado no rosto das pessoas quando falo isso. Não to nem ai, sei que antes dos 15 ela para. Beijos

  9. Tatiana

    desculpe não me identifiquei no post acima

  10. Já me falaram que eu tenho que dar mamadeira, nem que seja com o meu leite, pelo menos uma vez por dia pq senão o vínculo afetivo fica muito forte e eu não consigo desmamar. Mas afinal, o vínculo afetivo é bom demais, não é não? Não é bom o bebê se sentir seguro e amparado com a mãezinha ali do lado, olhando no seu olhinho e segurando a sua mão? Tb não entendo! Meu bebê tá com 4 meses e pretendo amamentar até quando ele quiser…e pronto! rs!beijinhos e bom final de semana.

  11. Anonymous

    flavinha, tenho acompanhado seu blog a partir do de bel – e adoro as histórias do astronauta. vc conheceu andré quando estivemos aí em barça – viu algo de anormal nele? penso que não… e o danado mamou loucamente até 1a2m e só parou porque ele quis. aproveite seu joão, não existe momento mais especial entre mãe e filho do que esse. hoje andré está com 11a e fica sempre com carinha emocionada quando conto para ele as historinhas da vida dele e do quanto ele mamava, o que fazia enquanto isso, quando passou a verbalizar que queria mamar (pempinho). não tem preço. faça como eu – túnel de vento para comentários externos: entra por um ouvido, sai pelo outro. beijo grande nos dois.cristina

  12. Há onze anos atrás, após um parto traumático e de emergência, pedi até pelo amor de Deus que a enfermeira não levasse meu filho para encubadeira até que o tivesse amamentado… Aquele momento foi único e importantíssimo, mesmo porque nao foi necessário que eu me afastasse dele, que mamou até 2a10m, e so parou por que eu engravidei novamente. Se decidi desmamar faça isso por escolha própria, substitua o peito por colo, carinho e denguinho, mas não o faça por pressão. O João e você merecem estes momentos. Isto os unirá para sempre!!! Beijos e parabéns pelo Blog. Tá lindo!!!

  13. Flávia, ADOREI esse post, pois começo a vivenciar esta fase agora… ainda não virou pressão, mas já começaram a sutilmente me sugerir que eu deveria introduzir a mamadeira, etc etc etc…Obrigada pela indicação do post!!! Logo mais vou escrever mais sobre isso no blog, e vou linkar esse teu post, pode??beijo, cada dia me identifico mais contigo!Thaís

  14. Oi Flavia!

    Estou fazendo um tour aqui pelo seu blog…li alguns relatos sobre amamentação da campanha que você fez e agora estava aqui lendo este “ainda mama” e tudo se encaixou tão direitinho com a minha fase atual que não resisti em comentar, mesmo tanto tempo depois. Ontem mesmo conversando com a minha mãe por telefone, eu disse que o Gu anda acordando muito a noite (de hora em hora ou menos e eu acho que não é simplesmente fome) e ela mandou um “tá na hora de desmamar”.
    Um baldinho de água fria, já que como você disse, eu esperava uma palavra de apoia dela! Mas entendo que as diferenças de geração, de informação etc.
    Bem, é isto… era só pra desabafar mesmo.
    Bjocas

Trackbacks for this post

  1. AINDA NÃO ANDA? | Enciclopédia do Bebê

Leave a Reply to Maria Tereza Cancel Reply